Satélite sino-brasileiro deixa de operar

- O Estado de S.Paulo

O CBERS-2, satélite sino-brasileiro, deixou de operar no último dia 15, segundo anunciou ontem o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). Quando foi lançado, em 2003, o satélite tinha vida útil projetada de dois anos. Desde então, produziu mais de 175 mil imagens que ajudaram a monitorar o ambiente, avaliar desmatamentos e áreas agrícolas. Em setembro de 2007, já havia sido lançado o CBERS-2B.