Rússia corta turismo espacial para a ISS

AP - O Estado de S.Paulo

A Rússia não enviará mais turistas à Estação Espacial Internacional (ISS) depois de março porque sua tripulação será duplicada para seis membros, anunciou ontem Anatoly Perminov, chefe da agência espacial russa. Assim, o americano Charles Simonyi será o último turista a partir do cosmódromo de Baikonur, mês que vem. O lucrativo programa de turismo espacial russo já levou seis visitantes desde 2001. Cada um pagou US$ 20 milhões ou mais pelo passeio.