''''Revisor'''' de Documento de Aparecida é promovido

José Maria Mayrink - O Estado de S.Paulo

O papa Bento XVI promoveu d. Andrés Stanovnik, até agora bispo de Reconquista, a arcebispo de Corrientes, na Argentina. Nascido em Buenos Aires e membro da Ordem dos Frades Menores Capuchinhos, Stanovnik, de 59 anos, foi um dos responsáveis pela alteração, no Conselho Episcopal Latino-Americano (Celam), do Documento de Aparecida, votado em 31 de maio pela 5ª Conferência-Geral do Episcopado da América Latina e do Caribe. O texto foi modificado, com cortes e acréscimos, antes de ser entregue ao papa, no Vaticano, onze dias depois. Stanovnik, então secretário-geral do Celam, presidido pelo cardeal chileno Francisco Javier Errázuriz Ossa, foi eleito vice-presidente do organismo na Assembléia Ordinária realizada em Havana, na segunda semana de julho. Em resposta à revelação, feita pelo Estado, de que o texto de Aparecida havia sido adulterado, o novo arcebispo de Corrientes publicou em 27 de agosto uma nota oficial na qual reconheceu que o Celam fez uma revisão final da versão original. Segundo Stanovnik, "não houve alterações de conteúdo em nenhum dos parágrafos do Documento".