Relíquias recriam período histórico da colonização

- O Estado de S.Paulo

O sítio arqueológico já existente em São Sebastião tem mais de 200 anos e é uma das relíquias históricas do município. O local vem sendo estudado há 14 anos e pode se transformar em parque arqueológico por conta do tamanho de sua área. A cada dia, os pesquisadores encontram mais dados que remontam a história da colonização nos séculos 18 e 19. Foram resgatados milhares de fragmentos de faiança inglesa, vidro, metal e cerâmicas neobrasileiras (que misturam características das culturas negra, branca e indígena). Grande parte do material é manifestação simbólica da nobreza, do poder militar e da religiosidade - foram achados também um oratório e uma igreja. Elementos decorativos das fachadas, tanque de abastecimento e oratórios revelam preocupação estética dos moradores.