Refrigeradores antigos viram peças de decoração

Bruno Versolato, SÃO PAULO - O Estado de S.Paulo

Há 14 anos, o paranaense Ernesto Nunes Machado começou a restaurar geladeiras antigas. Hoje, velhas Frigidaire da década de 1950 e Westinghouse de 1940 ganham pintura nova, cores vibrantes e passam a funcionar como novas. "Quando ela chega, se está funcionando, deixamos com o motor original. Se o motor não aguenta, trocamos por um sistema totalmente novo", afirma Machado. O CFC dos modelos que chegam e precisam ter o maquinário reparado é vazado. "Geralmente é muito pouco que resta. Muitas chegam sem gás." Ter uma dessas custa entre R$ 3 mil e R$ 5 mil e encanta o dono. "Não me importo com esse negócio de CFC. Pedi que reformasse e estou feliz da vida", diz a psicóloga Ana Justino.