Reforço, só na semana que vem

- O Estado de S.Paulo

Os 600 médicos contratados emergencialmente pelo governo federal para trabalhar na epidemia de dengue do Rio devem começar a atuar na próxima semana, afirmou o ministro da Saúde, José Gomes Temporão.Ele disse esperar que, com o reforço do atendimento médico em tendas, as complicações e mortes provocadas pela doença possam ser reduzidas de forma significativa. Ao todo, as tendas teriam capacidade para atender 2 mil pessoas por dia. "São bastante confortáveis, com ar-condicionado e cadeiras confortáveis", afirmou Temporão.O ministro da Defesa, Nelson Jobim, disse que as Forças Armadas poderão ceder, a pedido de Temporão, cerca de 400 militares para atuar no combate à doença. O ministro da Saúde disse que espera contar com o auxílio dos militares para o combate ao foco do mosquito e nos atendimentos.