Quando o frio passar

Virna Wulkan - O Estado de S.Paulo

Estilistas de grifes que desfilam nas semanas de moda do Rio e de São Paulo citam as novidades para o verão

A temperatura está baixa, mas as passarelas já estão pegando fogo, anunciando o que vai ser usado a partir dos últimos meses do ano. E se o verão é sinônimo de cores vivas, profusão de estampas e toques florais, esse não será diferente: muitas marcas apostam nessas referências para espantar o baixo astral da crise. Continuam em alta as peças com shapes masculinos para mulheres (com corte de alfaiataria e tamanho extra grande), além das calças saruel (com gancho baixo), dos blazers com formatos diferenciados, dos vestidos bandagem (bem justos e formados por tiras) e dos maxicolares.

Também farão sucesso babados e volumes, nas mangas ou nas saias e vestidos, e tramas abertas nos tricôs. Você poderá apostar ainda nos tecidos com brilho, com fios ou efeitos metalizados, dando um toque de cor, de preferência cítrica ou flúor. Alguns estilistas, responsáveis por lançar tendências que serão vistas nas vitrines do verão, revelam o que já estão preparando.

 

JULIANA JABOUR

Tratando-se de moda autoral, é um dos nomes mais promissores do Fashion Rio, onde desfila desde 2006. Tem estilo próprio e usa tecidos diferenciados, como o linho tecnológico e o náilon esportivo. Atualmente suas roupas são vendidas em 160 pontos, distribuídos pelo Brasil, além dos showrooms em Nova Iorque, Los Angeles e Tóquio.

O que a grife preparou para o verão?

Uma coleção que flerta com o universo masculino, propondo a imagem de uma mulher forte, independente e, ao mesmo tempo, extremamente feminina.

Quais são as principais inspirações da coleção e como estão interpretadas nas roupas?

A nova coleção busca referência nas cores, formas e atitudes dos anos 80. A influência da época aparece nas calças e shorts saruel, nos ombros marcados por ombreiras, nos volumes acentuados, nas calças de cintura alta, nos plissados, pregas, drapeados e nos macacões. A cartela de cores vai dos tons vibrantes, como o amarelo cítrico e melancia, aos neutros, como bege rosado, marfim, off white e preto.

Quais são as peças-chave?

Os macacões e as peças produzidas com tecidos tecnológicos, couro e tricô. Aplicação de chamois e metais, em detalhes localizados, dão diferencial às peças.

E os acessórios? O que vai ser destaque na próxima estação?

Minibolsas, casquetes e maxibijus.

Qual é a peça que vai ser forte no guarda-roupa do verão, e o que devemos aposentar?

Um blazer com ombro estruturado é um hit da próxima estação. Deixe de lado o vestido de pontas, que se usou em verões passados.

Em quais peças do inverno vale a pena investir, pois vão continuar em alta no verão?

Um bom colete de couro.

Qual é a arma para passar por cima da crise?

Ser mais consciente antes de gastar dinheiro e, no caso da moda, investir em peças que tenham valor agregado e boa qualidade.

 

TNG

Uma das maiores grifes de jeanswear do País, com mais de 130 lojas próprias, a TNG não quer saber de brincar em serviço. Contratou logo a dupla sensação do momento para agraciar sua passarela, Juliana Paes e Rodrigo Lombardi (a Maya e o Raj da novela Caminho das Índias). E também a badalada editora de moda Regina Guerreiro para coordenar a parte de estilo e de criação da marca. Com a palavra, Tito Bessa Jr., proprietário da grife.

Qual é o tema que pauta o verão da TNG?

Embarcamos por uma aventura em diversas paisagens, que estão retratadas em nossas estampas com imagens de selvas, de águas e de tatuagens indígenas. Mas tem também muitas listas-borrões e prints pop. Os tons vão dos terrosos e neutros aos mais vivos, como o laranja e o turquesa. O resultado são roupas alegres, jovens e fáceis de usar.

Como são as modelagens?

São amplas e confortáveis, a moda é sentir-se bem, "be easy". Por isso optamos por tecidos naturais, como o voile, o fustão, o cetim de algodão e o linho rústico. Deixamos de fora as roupas muito justas, que marcam demais o corpo.

Quais são as principais apostas da coleção?

Os jeans. Nesse verão, vão surgir quase brancos, com pinceladas coloridas, lavagens vintage, ou no índigo de origem, apenas amaciado.

E na parte de acessórios, quais são as principais novidades?

Vamos ter tamancos de madeira e couro altíssimos, sacolas de palha, colares supercoloridos e chapéus.

CIA. MARÍTIMA

Não dá para falar de verão sem citar a moda praia e a maior de suas grifes, a Cia. Marítima (cujo croqui é mostrado na foto de capa). Seus desfiles são sempre acontecimentos, seja pela passagem de nomes como Gisele Bündchen e Karolina Kurkova, ou por se tratar de um dos maiores lançadores de tendências no beachwear, de onde sai grande parte dos maiôs e biquínis que fará a fama do Brasil lá fora ( já que a grife é a maior exportadora do mercado nacional) e os modelos que vão pipocar nas praias de norte a sul do País. Benny Rosset, diretor geral da grife, fala sobre o que há de novo para o verão.

Como é a coleção de verão da Cia. Marítima?

A coleção foi inspirada nas deusas greco-romanas, com ares de Madeleine Vionnet (estilista dos anos 30, famosa pelos cortes e estampas geométricas), passando pelos anos 80 de Gianni Versace. A cartela de cores é toda trabalhada em cima das cores do mar mediterrâneo, com estampas relacionadas aos temas. As roupas mesclam-se entre vestidos fluidos, femininos e sofisticados, e também os justos e drapeados, fazendo o estilo bandagem.

Quais os elementos que serão marcantes na nova coleção?

Os drapeados, que aparecem em diferentes leituras, aliando-se a peças de metal banhadas a ouro da designer Beth Salles - que são feitas à mão, uma a uma, e moldam-se ao corpo, deixando os biquínis, maiôs e algumas roupas muito sofisticadas e chiques.

O que estará "in" e "out" no guarda-roupa do verão?

Sempre é "in" aquela peça que veste bem, e "out" aquilo que fica detestável em você, mesmo que seja tendência.

O que vai permanecer na próxima estação?

A calça saruel.

Qual é a dica para se investir bem em tempos de crise?

Comprar roupas bem cortadas e com bons tecidos. Peças com maior qualidade duram muito mais.

ACQUA STUDIO

Mais madura, a grife redimensionou seu negócio, focou no segmento de moda festa e agora tem um público fiel e certeiro. E é sempre um dos destaques do Fashion Rio, onde suas criações esculturais podem parecer muito conceituais, mas são apenas uma mostra da ampla coleção da grife, que veste mulheres para alguns dos eventos mais bacanas do País. Esther Baumann, proprietária da grife, fala sobre as apostas do verão.

Como é a coleção da grife para o verão?

Os vestidos de festa vêm com formas arredondadas e espiraladas. Foram utilizadas técnicas de alta costura. Os vestidos são diferenciados nas formas e nos bordados, com uso de tecidos nobres, como o tafetá de seda pura, o tule trabalhado e a seda-gaze.

Qual foi a inspiração na hora de criar as peças?

A principal inspiração foi o exercício de modelagem a partir da ideia de movimentos de molas espirais, que aparece nas roupas em golas, em detalhes na cintura, na barra e em grandes elos.

E qual é o ponto forte da coleção?

A maior novidade são as modelagens diferenciadas e, por isso, a cartela de cores fica mais suave e monocromática, com brancos, off whites, areias, cinzas. Na linha comercial, temos uma variedade maior de modelos e de cores, com predomínio dos tons pastéis. As peças-chave são os vestidos curtos com bordados delicados.

Tem algum acessório marcante?

Os cintos sobre os vestidos, marcando a cintura.

O que vai estar "in" e "out" nas festas ?

Os vestidos curtinhos, os shorts para um look diferenciado nas festas e as estampas vão estar em alta. As calças de cintura baixa estarão out.