Quadrilha revendia drogas controladas

- O Estado de S.Paulo

A polícia prendeu ontem, no Rio, sete pessoas acusadas de fraudar carteiras do Sistema Único de Saúde (SUS) para receber remédios contra o câncer em um posto de saúde e depois revendê-los. Com a quadrilha, foram apreendidos remédios avaliados em R$ 60 mil cada. O grupo agia havia cerca de 10 meses e retirava, em média, seis kits por mês. Estima-se um prejuízo de R$ 3,5 milhões para a Secretaria Estadual de Saúde.