Protesto contra energia nuclear reúne 40 mil

EFE - O Estado de S.Paulo

Passeata em Berlim contra a energia nuclear ocorrida na manhã de ontem reuniu cerca de 40 mil ativistas do país, que chegaram à capital em ônibus fretados e trens. A marcha contou com o apoio do Ministério do Meio Ambiente: o ministro Sigmar Gabriel criticou a chanceler Angela Merkel, dizendo que ela é "um braço da indústria atômica".