Projeto aprovado proíbe atividades em área de cerrado

- O Estado de S.Paulo

A Assembleia Legislativa de São Paulo aprovou ontem a Lei Estadual de Proteção ao Cerrado, que veta qualquer intervenção em áreas de cerradão (vegetação com mais de 90% de cobertura do solo) e cerrado stricto sensu (vegetação composta por árvores e arbustos tortuosos). O cerrado é um dos biomas mais ameaçados do País. Em São Paulo, dos 3,4 milhões de hectares que existiam originalmente (ou 14% da área estadual), sobraram apenas 211 mil ha (ou 0,84%).