Prêmio Estado reúne melhores trabalhos de 2007

- O Estado de S.Paulo

Foram 21 vencedores em 6 categorias: reportagem, foto, edição, infografia, ilustração e diagramação

Os vencedores do 7 º Prêmio Estado são uma mostra da qualidade da produção editorial do Estado em 2007. Em dezembro, foram anunciados no auditório do grupo os melhores trabalhos jornalísticos do ano. Foram 21 premiados nas categorias Edição, Reportagem/Reportagem Especial, Fotografia, Diagramação, Infográfico e Ilustração.A premiação recebeu 243 inscrições. Nas categorias Reportagem/Reportagem Especial, um prêmio para o jornalismo investigativo. Christiane Samarco, com a reportagem "Golpe nas vítimas da Gol", de 5 de agosto, revelou ao País o escândalo da pilhagem de documentos e objetos pessoais dos passageiros do vôo 1907 da Gol, que caiu em 29 de setembro de 2006.A reportagem de Christiane foi também a vencedora em 2007 do 52ºPrêmio Esso de Jornalismo, na categoria regional. A investigação começou com entrevistas de familiares dos acidentados em Brasília. Aos poucos, Christiane foi conhecendo um esquema de roubo de objetos pessoais das vítimas que eram usados a milhares de quilômetros de distância. A investigação levou a jornalista a percorrer o caminho das famílias dos passageiros do vôo 1907. "Soube que o documento de uma das vítimas havia sido usado para financiar um carro", diz. "A cada história que ouvia ia fazendo outros contatos e fechando outras histórias."Em segundo lugar, ficou o jornalista Bruno Paes Manso, com a reportagem "Invasão no complexo do Alemão", publicada em junho. Paes Manso foi seguido por Lourival Sant?Anna, João Domingos, Adriana Carranca e Aguinaldo Brito, Nicola Pamplona e Kelly Lima, também premiados nessa categoria, que teve seis trabalhos vencedores. O caderno Metrópole levou o primeiro lugar na categoria Edição, como resultado da cobertura da tragédia da cratera do metrô, em janeiro. O segundo lugar ficou com Viviane Kulczynski, Paula Pereira, Luciana Constantino e Ricardo Muniz, todos da editoria Vida&, pela cobertura da visita do papa Bento XVI ao Brasil, em maio. Completa essa lista o jornalista Augusto Olivani, do Guia, com o trabalho sobre a estréia do filme Os Simpsons.FOTOGRAFIA Na categoria Fotografia, três trabalhos dividiram as atenções. Em primeiro ficou Fábio Motta, com o registro de "Seqüestradores em Ação". Motta conseguiu fotografar o momento em que bandidos disfarçados de policiais federais tentavam seqüestrar um empresário na Barra da Tijuca, no Rio. O flagrante foi feito durante a cobertura dos Jogos Parapan-americanos, em agosto. "Um fotógrafo tem de ter sorte", afirmou. "No intervalo entre uma competição e outra, fomos almoçar e aquela cena nos chamou atenção." O prêmio de Motta mostrou a importância do trabalho em equipe. Quem alertou o fotógrafo sobre o que estava acontecendo foi um dos motoristas do Grupo Estado. Outro flagrante, a ex-diretora da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) Denise Abreu divertindo-se em um festa enquanto o caos aéreo se instalava nos aeroportos do País, em maio, rendeu a segunda colocação para o fotógrafo Dida Sampaio. O terceiro lugar ficou com Vivi Zanatta, pelo trabalho "Na mira: Serra brinca com fogo". Ela fotografou de frente o momento em que o governador José Serra fazia mira com um rifle. Durante a cerimônia de entrega dos prêmios, o diretor de Conteúdo do Grupo Estado, Ricardo Gandour, ressaltou a qualidade dos trabalhos vencedores."Todos os indicados são uma amostra de mais um ano de excelente produção jornalística do Grupo Estado", disse.Para o editor-chefe do jornal, Roberto Gazzi, a variedade de temas premiados revela o investimento do jornal na reportagem e no bom jornalismo em geral. "Houve um grande investimento em reportagens que desvendaram assuntos importantes para a sociedade, como no caso de Christiane Samarco."Eduardo Baptistão ficou com a primeira e a terceira colocações na categoria Artes e Ilustração, por seus trabalhos em reportagens sobre o escritor Ariano Suassuna e Karl Marx, publicadas no Caderno 2. Em segundo lugar ficou José Carlos Santos, o Carlinhos. Glauco Lara e Marcos Muller foram os ganhadores na categoria Artes e Gráficos. Durante a cobertura da visita do papa ao Brasil, Lara e Santos fizeram uma série de infográficos publicados no Vida& sobre os locais que receberam Bento XVI, em São Paulo, como o Mosteiro de São Bento.William Danilo Mariotto e Eduardo Malpelli, o Tcha-Tcho, ficaram em segundo lugar com o trabalho sobre os Jogos Pan-americanos. O terceiro lugar coube a Marcos Muller e, novamente, Mariotto, resultado do infográfico sobre a tragédia na linha amarela do Metrô, publicado em janeiro.Na categoria Diagramação, Jussara Guedes, Fernando Afonso Santos e Jairo Braga ganharam o primeiro lugar com a capa do especial do Caderno 2 sobre os Beatles. Jussara e Braga foram premiados mais uma vez cada um. Braga dividiu com Suely o segundo lugar e Jussara ficou com o terceiro. A revista Grandes Reportagens - Amazônia ficou com um prêmio especial, recebido pela editora-executiva Mariangela Hamu.