Portugal vai criar fundo para estudo do idioma

Alexandre Gonçalves - O Estado de S.Paulo

Portugal pretende criar um fundo específico para financiar o estudo do português nos países em desenvolvimento da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP). A intenção foi revelada pelo ministro da Cultura de Portugal, José António Ribeiro, em entrevista ao Estado. O dinheiro seria aplicado na construção de escolas e treinamento. Segundo o ministro, o governo português pretende fazer um estudo sobre o valor econômico da língua. "Também iniciamos diálogo com o Banco Mundial para construir escolas do idioma em países onde a língua oficial não é o português, para que as comunidades lusófonas locais não percam identidade." Para Ribeiro, a medida beneficiaria, por exemplo, brasileiros em Miami. Ele destacou ainda as conseqüências geopolíticas e econômicas da padronização ortográfica na CPLP. Portugal aprovou a padronização em maio. "Sem ela, em 50 anos, falaríamos oito línguas diferentes."