Políticos vão a Roma assistir à nomeação de d. Odilo para cardeal

José Maria Mayrink - O Estado de S.Paulo

Prefeito Gilberto Kassab acompanhará o arcebispo de SP na cerimônia de amanhã

A elevação ao cardinalato de d. Odilo Pedro Scherer, arcebispo de São Paulo, provocou uma revoada de parentes, amigos e políticos a Roma neste fim de semana. Mais de 40 convidados - entre os quais o prefeito da capital, Gilberto Kassab (PFL), e o prefeito de Toledo, no Paraná, José Carlos Schiavinato (PP) - assistirão à entrega de insígnias aos 23 novos cardeais que Bento XVI nomeou em 17 de outubro. O governador José Serra, também convidado, informou que está inclinado a ir, mas ainda não confirmou sua programação. Os atuais cardeais do BrasilSerão três dias de festa. As cerimônias começarão com o Consistório Ordinário Público, às 10h30 de amanhã (7h30 no horário de Brasília), na Praça de São Pedro, no Vaticano. Depois de ouvir a profissão de fé e o juramento de fidelidade dos novos cardeais, o papa imporá o barrete a cada um deles, lembrando que a cor vermelha do pequeno chapéu quadrangular deve significar a disposição de defender a fé cristã até o derramamento de sangue.À tarde, os novos cardeais receberão cumprimentos no Palácio Apostólico, onde se espalharão por vários salões. D. Odilo atenderá seus convidados na Sala da Bênção.A entrega do anel cardinalício - "sinal de dignidade, de solicitude pastoral e da mais sólida comunhão com a Sede de Pedro" - marcará a missa solene da manhã de domingo, também na Praça de São Pedro. Participarão da celebração todos os cardeais que se encontram em Roma. Na segunda-feira, Bento XVI receberá em audiência os novos cardeais e suas comitivas na Sala Paulo VI, um auditório amplo e moderno, com capacidade para 7 mil pessoas. À margem dessas cerimônias, d. Odilo será homenageado com duas recepções - uma, amanhã à noite, na Embaixada do Brasil junto à Santa Sé, e outra, na segunda-feira à tarde, no Colégio Pio Brasileiro, residência de padres e seminaristas que fazem pós-graduação em Roma.MISSÃO OFICIALO prefeito Gilberto Kassab, que foi convidado pessoalmente pelo arcebispo de São Paulo, assistirá apenas à cerimônia de Criação dos Novos Cardeais, amanhã cedo. José Carlos Schiavinato, prefeito de Toledo, que viajou "em missão oficial", conforme informou sua assessoria, acompanhará toda a programação. Natural de Cerro Largo (RS), d. Odilo foi criado na colônia Dois Irmãos, distrito de Toledo, no oeste do Paraná, para onde sua família migrou. Donos de uma fazenda, seus pais plantavam cereais e criavam gado, porcos e galinhas. "Três dos dez irmãos de d. Odilo foram assistir às cerimônias em Roma", disse Flávio Scherer, outro irmão, professor em Toledo. Outros parentes que vivem no Rio Grande do Sul também foram ao Vaticano. "Quem não conseguiu viajar para a Itália vai festejar com d. Odilo em São Paulo", anuncia Flávio.O cardeal terá uma recepção solene no Aeroporto de Cumbica, na manhã do dia 30, e celebrará missa às 15 horas do dia 2, na Catedral da Sé. Cerca de 20 pessoas, entre elas os bispos auxiliares d. Pedro Luiz Stringhini e d. João Mamede, integram a comitiva de São Paulo que foi para a cerimônia.