Polícia prende quatro por aborto em chácara

- O Estado de S.Paulo

A Polícia Civil prendeu anteontem quatro pessoas acusadas de prática ilegal de aborto na Chácara Valparaíso, em Atibaia, no interior paulista. Foram detidos o médico Atílio Mozart Cippola, de 60 anos, a gestante Eliana Pereira Cardoso, de 25 anos, mais uma enfermeira e a caseira da chácara. Eliana disse à polícia que pagou R$ 1,8 mil pelo aborto por não ter condições de criar outro filho (o marido já tem quatro).