Poeira de cometa tem ingrediente da vida

Carlos Orsi - O Estado de S.Paulo

A Nasa anunciou ontem que o aminoácido glicina, um componente fundamental da vida, foi encontrado em amostras do cometa Wild 2, enviadas à Terra pela sonda Stardust. "A glicina é usada por organismos vivos para produzir proteínas, e esta é a primeira vez que aminoácidos são descobertos em um cometa", informou, a cientista Jamie Elsila, do Centro de Voo Espacial Goddard."A descoberta de glicina apoia a ideia de que os componentes fundamentais da vida estão presentes no espaço e reforça o argumento de que a vida no universo pode ser mais comum do que rara", afirmou, o diretor do Instituto de astrobiologia da Nasa, Carl Pilcher.Os cientistas dizem ainda que a glicina encontrada contém um isótopo raro de carbono, o carbono 13. Segundo eles, isso reforçaria a hipótese de que a molécula tem origem extraterrestre.A Stardust passou pela nuvem de gás e poeira que circunda o núcleo de Wild 2 em janeiro de 2004. Uma treliça contendo aerogel capturou as amostras, que foram acondicionadas em uma cápsula que, por sua vez, foi lançada para a Terra, onde foi recuperada.