Parada do Orgulho LGBT+ virtual será transmitida em 16 canais no YouTube neste domingo

Sofia Hermoso - Especial para o Estadão

#ParadaAoVivo terá 12 horas de programação e conta com oito apresentações musicais

Linn da Quebrada e Silva estão entre os artistas que se apresentam na #ParadaAoVivo.

Linn da Quebrada e Silva estão entre os artistas que se apresentam na #ParadaAoVivo. Foto: Wallace Domingues e João Arraes

Em mais uma edição do projeto #ParadaAoVivo, a Dia Estúdio, em parceria com o YouTube Brasil, promove o evento virtual que celebra o mês pela luta LGBT+. A live será transmitida neste domingo, 5 de junho, a partir das 10h, em 16 canais do YouTube simultaneamente.

Para ampliar o alcance do evento e incluir as cinco regiões do Brasil, os dezesseis criadores de conteúdo se revezam na apresentação da live, que terá 12 horas de programação ao longo do dia. Alguns nomes já fizeram parte do projeto em outras edições - como Diva Depressão, Lorelay Fox, Louie Ponto, Nátaly Neri, Jean Luca, Bielo Pereira e Spartakus - e outros criadores estreiam este ano, como Vítor DiCastro, Sofia Santino, Raony Phillips, Katú Mirim, Lorena Eltz, Neggata, Gabriel Bernardo, Jonas Maria e Vito Israel.

O conteúdo da programação varia entre rodas de conversas sobre temas relevantes para o público, entrevistas e shows ao vivo com artistas nacionais. Com o objetivo principal de destacar as diferentes culturas e realidades do público, a live também conta com a participação de representantes da comunidade LGBT+ das cinco regiões brasileiras, além do calendário das Paradas físicas de todas as capitais.

"O objetivo é usar a força da internet para mostrar toda diversidade, talento e beleza que estão espalhados pelos cantos do Brasil e que, muitas vezes, não recebem essa oportunidade de estar numa vitrine tão grande, como é a #ParadaAoVivo", explica Rafa Dias, CEO da Dia Estúdio e idealizador do projeto.

Para as apresentações, foram convidados apenas artistas LGBT+, como Linn da Quebrada, Silva, Liniker, Majur, Sandra de Sá, Ana Gabriela, Katú Mirim e Kika Boom.

Além disso, a Dia Estúdio também tem o compromisso de distribuir parte dos lucros do evento para a sociedade e cinco ONGs que atuam na luta LGBT+ em diferentes regiões do País serão contempladas.

Os telespectadores da #ParadaAoVivo no YouTube também poderão fazer doações para a ONG Mães Pela Diversidade, que reúne familiares de pessoas LGBT+ em vários estados na luta em defesa dos direitos da comunidade.

 

Serviço

#ParadaAoVivo

Data: domingo, 5 de junho

Horário: a partir das 10h

Onde: transmissão simultânea em 16 canais no YouTube

- Dia Estúdio

- Bielo Pereira

- Diva Depressão

- Gabriel Bernardo

- Jean Luca

- Jonas Maria

- Lorelay Fox

- Lorena Eltz

- Louie Ponto

- Nátaly Neri

- Neggata

- Sofia Santino

- Spartakus

- Raony Phillips

- Vito Israel

- Vítor DiCastro