Papa visita local dos atentados de 11 de setembro

Efe e AP, Nova York - O Estado de S.Paulo

No último dia nos EUA, Bento XVI rezou com familiares das vítimas

O papa Bento XVI se encontrou ontem com parentes das vítimas dos atentados de 11 de setembro de 2001 em uma breve cerimônia realizada no Marco Zero, onde ficavam as Torres Gêmeas, em Nova York. No último dia de sua visita aos Estados Unidos, o pontífice acendeu uma vela e rezou pelos mais de 3 mil mortos do maior atentado terrorista no país. Também pediu preces pelas vítimas dos ataques ao Pentágono, em Washington, e do avião que caiu na Pensilvânia. "Deus dê paz, traga-nos sua paz ao nosso violento mundo", pediu.Além de 24 pessoas sorteadas para participar da cerimônia, também estiveram presentes o governador de Nova York, David Paterson, e o prefeito Michael Bloomberg, além do governador de Nova Jersey, Jon Corzine.À tarde, Bento XVI celebrou missa no estádio de beisebol dos Yankees, com a presença de mais de 50 mil católicos. O papa fez uma análise da evolução da Igreja no país e pediu aos fiéis que superem o egoísmo e as diferenças que dividem a comunidade católica americana.Antes de chegar a Nova York, o papa esteve em Washington, onde se encontrou com o presidente George W. Bush. A primeira visita de Bento XVI ao país como pontífice foi considerada um sucesso por analistas.