Palpite de especialista

- O Estado de S.Paulo

Segundo as docentes do curso de Gestão em Gastronomia da Universidade Paulista (UNIP), Eliana Didio e Adriana Biral, na receita do cybercook, é usada gordura hidrogenada, o que não é recomendável, pelo dano que pode causar à saúde. "Essa preparação contém uma quantidade grande de gordura hidrogenada, que está relacionada à diminuição da concentração do HDL, colesterol bom, e também ao aumento do LDL e triglicérides. Portanto, é muito importante observar a lista de ingredientes, priorizando receitas mais saudáveis. Sugere-se usar manteiga ou margarina com baixo teor de gordura." Com relação ao palmito, alertam, é importante tomar precauções contra o risco de contaminação: não comprar o produto em lata é uma boa forma de prevenir isso. Uma dica para a receita funcionar melhor, acrescentam, é não refogar demais o camarão para não virar borracha. "O uso do adoçante não parece eficaz, porque a receita não segue nenhuma linha diet ou light. Uma colher de café com açúcar vai cortar a acidez do molho e não vai fazer muita diferença na preparação."Sobre a receita do maisvocê, destacam que a torta salgada deve ter massa embaixo, nas laterais e na tampa. "Quando não se coloca a parte de cima, esta se assemelha a uma quiche, que é uma torta sem cobertura, feita com massa amanteigada e recheio cremoso à base de ovos." Sugerem não usar o molho branco pronto. "Tudo que pode substituir o produto industrializado deve ser feito em casa." Uma falha da segunda receita, segundo elas, é que não é citado o tipo de camarão que se deve usar. "Deve-se ter o mesmo cuidado da receita anterior ao refogar o camarão: apenas uma leve fervura antes. Se refogar muito, além de ficar duro, os 500 gramas de camarões sumirão, principalmente se for utilizado o sete barbas." Para elas, não "combina" jogar parmesão sobre a última camada de batata palha. "Uma alternativa é jogar o molho branco em cima da batata e, depois, o queijo parmesão."