País ganha troféu ''cinzeiro sujo'' por atuação externa

Lígia Formenti - O Estado de S.Paulo

O papel de liderança do Brasil na luta contra o tabaco está virando coisa do passado, diz Paula Johns. "Nada foi feito após a Convenção-Quadro. Estamos vivendo de história." Agora, o País também passa a ser lembrado com o troféu "cinzeiro sujo". Criado por um grupo de ONGs, o boletim dá o "prêmio orquídea" para os que contribuem nas discussões antitabagistas e o "cinzeiro sujo" aos que atrapalham. Na última rodada de negociações sobre mecanismos para combate ao mercado irregular de cigarro, a atuação do País foi considerada pífia. O Brasil também tinha a possibilidade de sediar uma das reuniões de debate da convenção, mas não se candidatou.