Padre é suspenso por defender camisinha

- O Estado de S.Paulo

O arcebispo de João Pessoa, d. Aldo Pagotto, proibiu o padre e deputado federal Luiz Couto (PT) de exercer atividades relacionadas ao sacerdócio. Motivo: em entrevista ao jornal O Norte, Couto criticou o celibato, defendeu o uso de preservativos e disse ser contrário à discriminação de homossexuais. Para voltar às atividades, segundo Pagotto, Couto deve se retratar publicamente.