Orgulho da raça

Vera Fiori - O Estado de S.Paulo

Beleza brasileira, negra e mulata, encanta músicos e poetas e se destaca soberana dos demais padrões estéticos

Morenas, negras e mulatas, como as musas inspiradoras de Di Cavalcanti, em nenhuma época desfrutaram de tamanha liberdade de escolha para valorizar o tipo físico. Se, tempos atrás, clarear o cabelo era algo impensável, assim como assumir os cachos, hoje vale tudo: cabelos naturais no estilo black power, à moda da ativista negra Angela Davis, soltos e longos, repicados, com dreadlocks, tranças ou lisos à base de relaxamento, chapinha ou escova. Segundo recente pesquisa divulgada pela L'Óreal, durante o lançamento de um novo tratamento para cabelos cacheados, o Force Relax, em um país multi- étnico como o Brasil, 23 milhões das mulheres têm cabelos cacheados, crespos ou muito crespos. E a estimativa é de que 2 milhões de brasileiras façam tratamento nos salões. Foi uma necessidade pessoal - o sonho de ter cabelos sedosos, cacheados e com balanço - que levou Heloisa Helena Assis, ou simplesmente Zica, à criação de um produto com tecnologia 100% nacional, o Super-Relaxante. Ex-empregada doméstica e hoje empreendedora de sucesso, Zica conta que sofria com seu cabelo rebelde e black power. "Nos anos 90, não havia a tecnologia de hoje. Quando chegava ao salão, sempre sugeriam pastas e outros métodos de alisamento." Zica, então, freqüentou um curso de cabeleireiros, testou matérias-primas por dez anos, até que chegou à formula que fez a sua alegria e a de 43 mil clientes que atende mensalmente em seus salões no Rio e Espírito Santo. À frente da Cor Brasil, fábrica de cosméticos, e da rede de salões Beleza Natural, tornou-se uma referência em cabelos crespos e cacheados.Moda e tendênciasPara quem gosta de tranças, alongamentos e dreadlocks, a dica é conferir o trabalho de Chris Oliveira, da Cia. das Tranças. - Há muita gente que usa tranças ainda, mas dreadlocks é o que mais fazemos. Propõem um visual moderno e despojado. Quem procura esse estilo de cabelo é a mulher descolada, independentemente da profissão. Atendemos universitárias, jornalistas, produtoras de eventos, advogadas... Isto prova que o visual não implica na competência. Há quatro tipos de dreadlocks. No de lã, o cabelo é trançado com lã e, depois, coberto com mais tecido para formar os "tubos". Os dreads sintéticos seguem o mesmo jeito, só que levam fios sintéticos. Os feitos com cera de mel de abelha, definitivos, só saem quando se corta o cabelo. Segundo Chris, estão praticamente em extinção e só são feitos quando o cliente prefere esse tipo. A novidade é o dread de agulha de crochê, uma técnica relativamente nova, na qual o cabelo é separado em mechas, embaraçado e tecido como se fosse um crochê. "Fica muito bom e a finalização é impecável." Se forem observados os cuidados com a lavagem dos cabelos, os penteados duram até três meses. A manutenção varia de 15 dias a um mês e meio. "O ideal é que o cabelo seja lavado com a ponta dos dedos, no máximo duas vezes por semana. O uso de condicionador ou creme para pentear não é indicado, pois estes produtos podem ajudar a desmanchar as tranças. Recomendo sempre um tônico capilar, o Tricofort, que limpa o couro cabeludo."Uma dúvida é se cabelos tingidos e com química (alisamento, relaxamento) podem ser submetidos a tais penteados:- É possível fazer tranças e dreads em cabelos quimicamente tratados. O ideal é que haja um intervalo de pelo menos três meses a partir da aplicação do produto, para evitar que os fios se quebrem, pois a química tende a deixar a raiz mais fraca, inclusive no caso dos cabelos étnicos. Tenho muitas clientes que aderiram às tranças para que o cabelo descanse.Já as tranças grossas, como as usadas pela cantora Paula Lima, são feitas com até um quilo de cabelo sintético (kanecalon). "Separamos uma média de 40 mechas, unimos de uma forma bem firme o cabelo sintético ao verdadeiro, e trançamos, observando sempre a quantidade, para que fiquem da mesma espessura. Finalizamos, amarrando lástex e cortando a ponta reta para dar melhor acabamento." No caso de tranças soltas, estas duram de dois a três meses; já as grudadinhas na raiz, de 10 a 15 dias. Como dicas, se tiver o rosto arredondado, evite tranças partidas ao meio, prefira as de lado; se o rosto for fino e comprido, use tranças mais soltas, evitando prender para o alto; e se for baixinha, evite tranças muito longas. Se quiser variar o look, as tranças de lã vão ser a moda deste inverno. As trancinhas rasteiras presas em rabo de cavalo são bem femininas e podem ser trançadas com acessórios.O cabeleireiro Wilson Eliodório, do salão We Angel - responsável pelo look crespo e curtinho exibido durante um ano pela atriz Taís Araújo -, observa que, quando se fala em pele negra, há nuances, que vão dos tons morenos acobreados, oliva, chocolate ao negro retinto. "Sabendo equilibrar o tom de pele, tipo físico e textura do cabelo - que, em geral, é frágil -, não há limite para mudar o visual, como faz a loiríssima rapper Eve." Os cabelos étnicos podem ser do tipo molinha (como os de Ana Paula Arósio), carapinha (black power, que tem os fios muito finos) ou em ondas (cacheados de vários tipos). O maquiador Duda Molinos lembra que a pele negra, em geral, é boa e tem um viço próprio da raça. Justamente por isso, não se deve usar coberturas pesadas, que apaguem essa luminosidade natural. "No máximo, uma base fluida, fininha e usada apenas em alguns pontos, como centro da testa, base do nariz e queixo. Importante não esquecer o filtro solar." Observa ainda que, apesar da população negra ser a maioria, são raras as linhas de maquiagem específicas para esse tipo de pele. "Só mesmo testando produtos e tons que se fundam à pele." Já a maquiagem dos olhos, diz ele, tem a ver mais com a personalidade. "Cereja, vinho e tons minerais, como cinza metálico, ouro e marrom acobreado, ficam lindos. Deve-se fugir de contrastes, como pérola ou prata. Nas maçãs, indico blush uva ou cereja", acrescenta. Nos lábios, uma opção é passar um gloss ou batons de cores fechadas, como vinho ou marrom escuro.PráticaAlta, esguia, a cearense Ticiana Vieira Carneiro se movimenta com gestos elegantes e graciosos entre as mesas do restaurante Brasil a Gosto. Ela é uma das atendentes e se destaca por seu estilo. Já trabalhou como modelo e, por causa da profissão, aprendeu todos os macetes para estar sempre bem arrumada em segundos. O cabelo, que um dia já foi bem comprido, hoje está curtinho e eriçado para o alto. "Quem fez o corte foi o cabeleireiro Mauro Freire e, há sete anos, venho mantendo assim. Eu mesma aparo e ajeito." A praticidade também se aplica à maquiagem. "Gosto de passar um pouco de blush, rímel e brilho labial. À noite, uso um batom escuro, puxando para o marrom ou vinho."Liberdade O porte é de rainha. Com 1,86 metro de altura, corpo esguio e encantadora covinha quando ri, a cantora Luciana Mello assumiu os cabelos crespos depois de sete anos usando tranças. "Na rua, meninos e meninas me param para falar que também aderiram ao estilo natural. É só lavar e pronto, um grito de liberdade!" Quando era adolescente, implicava com o cabelo e acabava prendendo. Quando começou a cantar, as tranças bem elaboradas eram sua marca registrada. "Fazia as tranças com o Flávio Feitosa", conta, referindo-se ao salão de cabelo afro que fica na Galeria Metrópole, no centro da cidade.Para cuidar dos cabelos finos e com volume, faz hidratação em casa e no salão. Sempre na estrada para se apresentar em shows, não dispõe de tempo para freqüentar academias. "Sempre gostei de dança e de esportes como vôlei, basquete, handball. Atualmente tenho aulas de quick box com o treinador Luciano Basile e, apesar da dificuldade de conciliar horários e agenda, ele conseguiu criar um esquema flexível, pelo qual posso praticar de acordo com meus horários."O rosto, impecável, recebe os cuidados da esteticista Roseli Siqueira. "Uma característica da pele negra é a oleosidade. Para prevenir, lavo o rosto com sabonete especial." Com uma maquiagem suave para as fotos (gloss, sombra clara cintilante e rímel), Luciana conta que, no dia-a-dia, dispensa pintura. Mas tem um cuidado especial com as sobrancelhas, cujo desenho harmonioso é assinado por Sergio Paulo, profissional do salão Jacques Janine do Shopping Eldorado. Cuidar-se, de uma maneira geral, mas sem exageros, faz parte de sua filosofia de vida. "Essa obsessão de querer emprestar traços, como nariz ou boca iguais aos de fulana, e uma permanente insatisfação com a imagem que vê no espelho, é algo triste e vazio."Loiríssima Foto: Marcelo Barabani/AEQue nenhum engraçadinho se atreva a mexer com Leilah Moreno. A atriz e cantora de Antonia, seriado e filme de Tata Amaral, é praticante de judô e kung fu desde pequena. A paixão pela artes marciais está até no seu quarto, decorado com motivos orientais. Quando chegou ao estúdio fotográfico, de jeans e agasalho, Leilah passou despercebida, como uma garota qualquer. Quarenta minutos depois, apareceu na versão pop star. Para onde vai, leva sua mega nécessaire com tudo o que precisa para se maquiar e ajeitar os cabelos sozinha. É só entrar no site da moça para ver as transformações. Já foi loira de cabelos lisos até o meio das costas, morena e, no momento, está loira com a raiz escura. "Não acostumo mais com o cabelo escuro." Com tantas mudanças, os cabelos, que são muito finos, acabam ficando fragilizados. "Faço um tratamento na raiz com ampolas especiais." Descolada, assume a própria maquiagem - "fiz até um curso" -, valorizando o tom da pele com tons dourados e acobreados, e um pouco de gloss rosinha nos lábios.Diva Foto: DivulgaçãoNo elenco da novela Duas Caras, a atriz Cris Vianna faz o papel de Sabrina, a empregada doméstica que enlouquece o advogado grã-fino Barretinho. Lindíssima, lembra a cantora Diana Ross quando jovem, na fase do trio The Supremes. Em cena, o porte elegante chama atenção. "Comecei como modelo e faço balé clássico há três anos."Se é vaidosa? "Já cheguei atrasada em festa, sim", brinca. Com cabelos finos e ressecados, faz hidratação em casa. Atualmente de cabelos longos, alterna escova e baby liss. Visita a dermatologista a cada três meses e controla a oleosidade da pele com um sabonete da marca La Poche Posay. Aproveita o convívio com os maquiadores para anotar dicas e marcas de produtos de que gosta."Na maquiagem, sou 8 ou 80. Bem natural ou, dependendo da ocasião, destaco os olhos ou a boca. Gosto dos produtos da MAC e da Kryolan." No dia a dia, não abre mão do rímel e do hidratante labial. Perfumes são seu ponto fraco. "Se entrar numa loja e pegar uma boa vendedora pela frente, estou perdida", brinca.Superbonitas Foto:  Luciana Prezia/AEEleita pela revista People espanhola como um dos 50 rostos mais bonitos do planeta, a atriz e futura jornalista Taís Araújo divide sua atuação em novelas, filmes e teatro com o trabalho de apresentadora do Superbonita, programa do canal GNT, quando aproveita as dicas de beleza dos entrevistados. Depois de ter interpretado uma perua loira na novela Cobras e Lagartos, a atriz está irreconhecível de cabelo liso, preto e chanel. "Já estou gravando a nova novela das oito", conta. O look é bem diferente, mas Taís garante que já se acostumou. "Em função dos personagens de novelas, a gente muda sempre. Depois que acaba a gravação, a vida continua."Adepta da beleza natural, usa apenas rímel e blush durante o dia, e não dispensa um filtro solar. Na novela Duas Caras, a atriz Adriana Alves interpreta uma condessa. Para compor um look sofisticado, mudou radicalmente o look, usando cabelos longos, escuros e bem lisos. Na vida real, as madeixas são curtas e com cachos. "Faço hidratação e escolho bons produtos, como condicionadores, xampus e finalizadores", revela. Adriana, que foi destaque na escola de samba Pérola Negra, não descuida das curvas generosas que Deus lhe deu. "Pratico exercícios aeróbicos, além de drenagem linfática e massagem modeladora." Com o rosto, não é diferente. "Não durmo sem tirar a maquiagem e não abro mão do bloqueador solar tonalizante Solectiv."