ONG faz cálculo oposto no Pará

Herton Escobar - O Estado de S.Paulo

O secretário de Meio Ambiente do Pará, Aníbal Picanço, ficou surpreso ao ser informado ontem pela reportagem de que o desmatamento em seu Estado havia aumentado 22,5% no período 2008-2009, pelos cálculos do Inpe. Um dia antes, ele recebera a notícia oposta, de um relatório do Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon), que aponta que o desmatamento no Pará caiu 55% no mesmo período. "A discrepância é muito grande. Confesso que fico um pouco atordoado", disse Picanço. "Nossa impressão é de que não houve aumento. Vamos analisar o relatório do Inpe para verificar onde estão esses focos de desmatamento." O Imazon é uma ONG com sede no Pará que realiza um monitoramento independente do desmate na Amazônia - com base nas mesmas imagens de satélite usadas pelo Inpe, porém, com metodologia diferente. Segundo esse relatório, divulgado segunda-feira, o desmatamento na Amazônia caiu 65% no acumulado dos últimos 12 meses.