OAB diz que prova se espalhou pelo Estado

- O Estado de S.Paulo

A advogada Márcia Regina Melaré, presidente da comissão interna que investiga a fraude no exame da OAB-SP, disse ontem que cópias ilegais da prova chegaram a várias cidades do Estado, e não apenas a São Sebastião da Grama, de onde surgiu a primeira denúncia de vazamento das questões. "É sinal de que muitas pessoas estão envolvidas", disse.