No verão, bem-estar esconde problemas para ''viciados'' em Sol

Emilio Sant?Anna e Roberta Pennafort, RIO - O Estado de S.Paulo

Câncer e envelhecimento precoce da pele, no entanto, podem ser evitados com filtro solar e bom senso

"Viciados" em sol, geralmente, são pessoas bem informadas, mas mesmo assim insistem em passar horas se bronzeando. Os problemas causados pela exposição contínua aos raios ultravioleta UVA e UVB e os cuidados a serem tomados - especialmente durante o verão - não são novidades para elas.Além da busca por um corpo bronzeado, uma das explicações para isso é a serotonina, explica a dermatologista da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), Flávia Martteli. A substância, um neurotransmissor responsável por levar os estímulos de um neurônio ao outro, é também a responsável pela sensação de bem-estar.O sol é um estimulante da produção de serotonina. Por isso, sol e bem-estar são constantemente associados. "Tenho pacientes que não desistem de ter ?cara de verão? o ano inteiro", diz Flávia. Para que o bem-estar proporcionado pelo sol não se transforme em problemas sérios, a recomendação é simples: filtro solar e bom senso.Se este último não se compra nas farmácias, os filtros solares, com fatores de proteção variados, sim. Dos protetores em cápsulas a loções que protegem o DNA da pele contra os efeitos nocivos do sol, o bloqueio dos raios ultravioleta é medido pelo Fator de Proteção Solar (FPS ). Quando se usa um filtro com FPS 30, por exemplo, a pele deve levar 30 vezes mais tempo para ficar vermelha. "O ideal é que se reaplique a loção, no máximo, a cada duas horas", explica Flávia. Para quem acredita que basta evitar o sol entre as 10 e as 16 horas para fugir de problemas, a dermatologista da Unifesp explica que para a proteção contra o câncer de pele isso está correto. Para evitar o envelhecimento precoce da pele, não. "Se você for à praia às 7 da manhã, o ideal é que passe o filtro solar", diz.Isso porque os raios UVB são mais intensos no verão, entre 11 e 15 horas, e são os principais responsáveis pelo câncer de pele. Os raios UVA, porém, estão presentes o dia todo. Não queimam nem deixam áreas vermelhas, mas são os principais causadores do envelhecimento precoce da pele.CAMADA DE OZÔNIO A pele sempre bem cuidada nem de longe denuncia, mas Christiane Torloni já abusou bastante do sol. A um mês de completar 52 anos, a atriz, que mora no Rio, usa filtro solar com fator de proteção 100 no rosto e no colo diariamente. No verão, frequenta praia e piscina - só não abre mão do chapéu. "Eu fui uma adolescente como todas são: absolutamente desmiolada. Teve muito aquela coisa de descascar, o que é péssimo. Minha mãe achava que eu ficaria com uma pele horrível. A sorte foi que eu cresci rápido", brinca Christiane. "Eu peguei sol livremente quando ainda existia a camada de ozônio. As pessoas não usavam filtro solar. Agora é diferente. Passo filtro inclusive para gravar (novela), porque é muita luz em cima da gente."