Neil Gaiman explica o porquê de 'The Sandman' nunca ter virado filme

Redação - O Estado de S.Paulo

Com a adaptação da Netflix, criador dos quadrinhos comenta os motivos do longa não ter saído

A série estreou nesta sexta-feira, 5, na Netflix.

A série estreou nesta sexta-feira, 5, na Netflix. Foto: YouTube

Há muito tempo se cogita a possibilidade da adaptação de The Sandman para filme. Em 2013, inclusive, surgiram fortes indícios de que um longa dos quadrinhos de Neil Gaiman finalmente iria ser produzido pela Warner Bros, mas isso nunca chegou a acontecer. Hoje, com a chegada de uma versão em série pela Netflix, ele explicou o motivo do filme não ter sido feito.

“O problema era que você tinha três mil páginas de história e tentar espremer isso em um filme de duas horas significava que você acabava jogando fora qualquer coisa que tornasse Sandman interessante e o fizesse funcionar e o tornasse humano e você acabasse com algo que não não significa nada. Então foi isso que aconteceu várias vezes enquanto os roteiros de Sandman eram escritos”, disse.

A Netflix percebeu o potencial de The Sadman no formato série como melhor forma de adaptar uma história tão complexa como essa e conseguiu retirar o título das mãos da Warner Bros. A série estreou nesta sexta-feira, 5.

O drama é uma adaptação dos romances gráficos do autor com o mesmo nome, que segue o Sandman titular (interpretado por Tom Sturridge), que está preso há séculos e deve viajar por mundos e linhas do tempo para consertar o caos que se seguiu em sua ausência.

Os quadrinhos de Gaiman foram originalmente publicados pela Vertigo, um selo da DC Comics, entre 1986 e 1996.