Na pista, a mamãe e o bebê

- O Estado de S.Paulo

A pequena Grazielli chegou ao mundo há apenas 23 dias. Não dorme à noite, mama no peito e ainda chora bastante quando sente fome. Apesar de tão novinha, sua presença já está confirmada na inauguração de uma "balada" no bairro de Pinheiros, Zona Oeste, no próximo mês. Assim como a criança recém-nascida, outras coleguinhas "de colo", que ainda não completaram um ano de vida, também vão curtir a festa prevista para começar em agosto, ao som de ritmos como samba, funk e hip hop.Todas as crianças são filhas de também meninas que viraram mães ainda na fase da adolescência. É para este público que o novo point do bairro - famoso pelas inúmeras casas noturnas - foi elaborado. Com tantas obrigações de gente grande para cumprir, no espaço, as jovens poderão encontrar um pouco de diversão típica da juventude. "E, o melhor, não vou precisar negociar com a minha mãe para que ela cuide da nenê. Vou poder trazer a minha filha comigo", falou Thamires, 16, mãe da Grazielli.Tudo promete ser diferente nesta balada voltada para mães adolescentes. A inauguração é dia 13 de agosto e o espaço só vai funcionar às segundas-feiras. O horário será de matinê, entre 17h e 22h. Além de muita música, os freqüentadores também vão contar com aulas de educação sexual, oficinas de artesanato e bate-papo sobre relacionamentos. O local escolhido para abrigar a festança, inclusive, é um posto de saúde."Será uma oportunidade de conciliar informações importantes para o adolescente com momentos de descontração. Por isso, nós decidimos chamar de Balada da Saúde", explica a médica ginecologista Albertina Takeuti, coordenadora do projeto e do departamento de Saúde Estadual do Adolescente.Tudo relacionado ao projeto foi pensado para educar e entreter o seu público-alvo. Inclusive o dia da semana em que o espaço vai abrir as suas portas."Não é à toa que vai funcionar às segundas-feiras. Aqui no posto de saúde, este é o dia em que mais recebemos adolescentes com dúvidas sobre sexualidade, por conta do que fizeram no final de semana que passou. Nossos especialistas estarão de plantão para esclarecer todas as dúvidas."Oficinas com psicólogosBruna, 16 anos, Letícia, 14, Lília, 18, e Joice, 16, apesar da pouca idade, já experimentaram a maternidade e estão ansiosas para a inauguração da Balada da Saúde. "Olha, faz tanto tempo que eu não danço que estou até enferrujada", brincou Bruna, carregando no colo Yasmim, de cinco meses. "Desde que engravidei, não sei fazer outra coisa além de trocar fraldas. Sinto falta de sair para passear", completa Lília, mãe de Livia, 10 meses.O esquema da balada vai funcionar assim: entre 17h e 19h30 acontecem as oficinas com psicólogos, chamadas de Pronto-Socorro das Emoções. "É para falar sobre aquele ‘fora’ do namorado, a valorização do corpo, o sexo seguro", explica Albertina. Depois de dividirem as experiências, o DJ solta o som.Espaço aberto para meninosNão são apenas as mamães que podem participar. Qualquer adolescente, até os meninos, estão convidados, e ninguém paga nada para freqüentar o evento. Outro atrativo é que no palco da balada, a garotada é convidada a fazer apresentações musicais. Segundo a coordenação da casa, 15 grupos de música, dos mais variados tipos - do pagode ao rock metal - já fizeram inscrições para tocar na Balada da Saúde.Como as demais baladas da Cidade, a nova oferece atrações, diversão e também tem suas regras. Não entram maiores de 18 anos, nem cigarro nem bebida alcoólica. "Mas a gente serve um ‘suco energético’ que vai deixar todo mundo muito animado", antecipa Maria Lima Costa, atendente do posto.A gravidez precoce em SP» Números no EstadoNo Estado de São Paulo, nascem diariamente 292 filhos de mães com idades entre 10 e 19 anos. Os números são referentes ao ano de 2004. No País inteiro, são 1.811 bebês que nascem todos os dias, filhos de meninas nesta faixa etária» PrevençãoApesar do índice, uma pesquisa realizada pelo Centro Estadual de Referência do Adolescente identificou que 90% dos jovens conhecem os métodos para evitar a gravidez, como a camisinha» ServiçoPara receber orientações de médicos e psicólogos de graça, os adolescentes podem procurar a Casa do Adolescente, onde funciona um posto de saúde, das 9h às 17h, e onde será a Balada da Saúde. O endereço é Rua Ferreira de Araújo, 789, Pinheiros, Zona Oeste