Município em SC proíbe cinema, baile, missa e culto

Júlio Castro - O Estado de S.Paulo

Decreto assinado pelo prefeito de Tubarão, município a 133 quilômetros de Florianópolis (SC), proíbe a concentração de pessoas em ambientes fechados e determina a interrupção das aulas nas escolas públicas, particulares e na principal universidade da cidade, a Unisul. Pelo texto, publicado no Diário Oficial do município, estão proibidas concentrações de pessoas em boates, salões de baile, cinemas , missas ou cultos. A medida vale por 30 dias. Segundo o prefeito Manoel Bertoncini, o decreto segue recomendação da Secretaria de Estado da Saúde. "Embora não haja motivo para pânico, é preciso consciência de que estamos em meio a uma epidemia e, portanto, todo esforço é importante na tentativa de deter o vírus."As restrições não atingem as lojas, supermercados, shopping centers e as indústrias da cidade. Em algumas repartições, o expediente passa a ser interno e funcionárias públicas grávidas foram dispensadas. O município de 100 mil habitantes responde por 20% dos casos suspeitos de contaminação pelo vírus da gripe suína em Santa Catarina.