Mundo registrou 7,9 mil casos com 51 mortes no fim de semana, informa OMS

Ariel Palacios e Jamil Chade - O Estado de S.Paulo

Quase 7,9 mil novos casos de gripe suína, com 51 mortes, foram registrados em apenas um fim de semana no mundo. O número total de óbitos chegou a 231; o de casos, a 52,1 mil. O fim de semana foi um dos que registraram a maior elevação desde a eclosão da gripe. Foram 7.873 novos casos, principalmente nos EUA, com 3.594 novas ocorrências. Os números são da Organização Mundial da Saúde.A direção da entidade manifestou, ainda, preocupação com o aumento de casos no Chile e na Argentina. "Estamos acompanhando a situação no Cone Sul com especial atenção", disse o porta-voz da OMS, Gregory Hartl. Em três dias, mais de 1,1 mil novos casos foram registrados no Chile, com total de 4,3 mil, inclusive 7 mortes. Na Argentina, segundo números atualizados do governo, são 1.213 casos, com 10 mortes. Hartl avalia que fechar escolas, como em São Paulo, não será solução. "Essas medidas podem, de fato, retardar a difusão do vírus. Mas não vão parar a transmissão nesses países."Segundo ele, a recomendação para as pessoas é que visitem um médico apenas se continuarem a se sentir mal ou tossir por mais de três dias. "A grande maioria dos casos é apenas suave e não tem nenhum impacto maior", afirmou Hartl.