Moda com consciência

Virna Wulkan - O Estado de S.Paulo

Cada vez mais grifes aderem a produtos ecologicamente corretos e a práticas adequadas na fabricação

Não é uma novidade que o mercado da moda está preocupado com o meio ambiente. Vários estilistas já desenvolveram produtos sustentáveis e o tema foi mote de duas edições da São Paulo Fashion Week. Mas o interessante é que, cada vez mais, as grifes adotam práticas para diminuir os danos da indústria à natureza, e também para conscientizar seus consumidores sobre o assunto. A principal característica dos chamados produtos "eco-friendly" é a utilização de materiais que não agridem a natureza, como as fibras e tintas naturais, e de tecidos orgânicos, cuja produção não utiliza substâncias químicas, como fertilizantes e pesticidas. Ou, ainda, os confeccionados por meio da reciclagem de peças usadas. O couro, por exemplo, que é uma matéria prima de origem animal, pode ser substituído por materiais sintéticos (o que não é o ideal) ou provir de criadouros especiais, que têm autorização de órgãos como o IBAMA (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais) para funcionar. Hoje, a grande dificuldade com relação a esses produtos é que costumam sair cerca de 30% mais caros do que os tradicionais, isto porque a linha de produção das peças é, de maneira geral, mais artesanal e ainda requer pesquisas para o seu desenvolvimento. Por isso, além do investimento no produto em si, é preciso levar ao conhecimento das pessoas o seu valor agregado.Mesmo assim, cada vez mais grandes grifes - como a Hering, a Osklen, a Levi?s e a Adidas - e também menores - como a Reserva Natural e a Éden - empenham-se para levar esse projeto adiante. Afinal, ser ecologicamente correto está na moda.   1. A regata da Hering, R$ 39,90, além de ser de algodão orgânico, traz uma mensagem em prol da sustentabilidade.2. Tênis feito de material reciclado da Adidas para Doc Dog Sneakers, R$ 395,00 3. Jeans de algodão orgânico da Levis's, R$ 329,004. A saia de algodão orgânico da Éden enquadra-se na linha politicamente correta, R$ 149,005. Bolsa de couro de jacaré criado em cativeiro, da Osklen, R$ 2.247,006. Blusa de algodão orgânico da Reserva Natural, R$ 98,807. Vestido de viscose de bambu de Adriana Cândido para Mauro Freire, R$ 234,008. Macacão estampado de seda de bambu da Rosa Chá, R$ 799,00   Onde achar     Adriana Cândido para Mauro Freire: Al. Jaú, 1580, Jardins, tel.: 3061-5274Capodarte: R. Oscar Freire, 902, Jardins, tel.: 3086-3779Éden: R. Harmonia, 271, tel.: 3031-9610Hering: SAC 0800-473114Levi's: SAC 0800-551501Osklen: R. Oscar Freire, 645, Jardins, tel.: 3083-7977Reserva Natural: R. Lavandisca, 410, Moema, tel.: 3892-7843Rosa Chá: R. Oscar Freire, 977, Jardins, tel.: 3061-0450Mulher do Padre: R. Augusta, 2729, Jardins, tel.: 3062-8347Doc Dog Sneakers: R. Bela Cintra, 2108, Jardins, tel.: 3081-3089 Produtora de moda: Shirly Cyrulin GoldmanAssistente de produção: Renata ValerianoCabelo e maquiagem: Falks, tel.: 9747-6251, www.falks.multiply.com Modelo: Danielle Tagliaferro (agência François)