Menino do CE morre na fila de transplante

Carmen Pompeu - O Estado de S.Paulo

Fortaleza - O corpo de Mateus Araripe de Aquino, de 4 anos, foi enterrado no final da tarde de ontem no Cemitério Jardim Metropolitano, em Fortaleza. Ele morreu na fila do transplante de medula óssea. Apesar de intensa campanha realizada pela família e amigos, no Ceará, o menino não conseguiu achar um doador compatível, morrendo domingo à tarde em Campinas (SP), onde estava internado havia quase dois meses. Mateus tinha um tipo raro de câncer, contra o qual lutava havia um ano. Seus pais, Francisco Nogueira e Clarissa de Aquino, iniciaram no dia 10, em Fortaleza, uma campanha de doação de medula óssea. De acordo com Cintia Sampaio, prima de Mateus, dois doadores já tinham se mostrado compatíveis no primeiro teste.