Médicos cubanos e aposentados podem ser chamados

- O Estado de S.Paulo

O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, afirmou que médicos aposentados e que trabalham em atividades burocráticas poderão ser chamados para trabalhar no atendimento de pacientes com dengue no Rio. O recurso vem sendo estudado para tentar enfrentar a falta de médicos para atendimento na cidade. Temporão usou como exemplo o Hospital Anchieta, que abriu anteontem 90 leitos. ''Só 30 foram efetivamente usados, porque não havia médicos suficientes'', disse.Para o ministro, a forma de controle da doença precisa mudar. ''Já passou a fase do mutirão, do Dia D. Dengue tem de ser combatida durante todo o ano.''O governador do Rio, Sérgio Cabral (PMDB), disse ontem que, caso o Estado tenha dificuldade de contratar pediatras no País, poderá pedir ajuda a Cuba.''Cuba tem excelente tradição na área de saúde pública e de solidariedade com os povos que precisam de apoio'', afirmou.