Médico recomenda consumo dos produtos

- O Estado de S.Paulo

O médico toxicologista Sérgio Graff diz que o estudo da Anvisa é válido para monitorar a produção agrícola, mas não pode servir para a população direcionar o consumo. "Não significa que as pessoas devem parar de comer as frutas ou verduras estudadas", afirma. Ele diz que as quantidades de agrotóxicos que chegam ao consumidor, ainda que em excesso, são insuficientes para fazer mal. "É difícil evidenciar com segurança quais são os efeitos para o consumidor porque todos os estudos (feitos com animais) avaliam os riscos após longo período de exposição."Sussumo Honda, presidente da Associação Brasileira de Supermercados, diz que os resultados precisam servir de alerta para mudanças no setor produtivo. "Faço a ressalva que as amostras foram colhidas em vários Estados e podem apresentar problemas de culturas distantes de São Paulo, onde há um controle constante dos resíduos." O objetivo do programa é monitorar onde estão os erros para evitar que os problemas se repitam. Em 2008, as amostras foram colhidas em 15 Estados. São Paulo não participou, mas esteve na edição de 2007. Ano que vem, o Estado volta a ser analisado. A rotatividade faz parte da metodologia.