Mãe volta a estudar para incentivar filho

- O Estado de S.Paulo

Marido também pensa em retomar estudos

Em uma sala do curso supletivo da Escola Américo Salles de Oliveira, em Jardinópolis, região de Ribeirão Preto (SP), a diarista Andréia Souza Alves, de 31 anos, e seu filho Leonardo, de 15, assistem às aulas juntos.O menino havia parado de estudar por três anos. Preocupada com más companhias e um possível envolvimento do filho mais velho com drogas, Andréia voltou a estudar em 2007. Ela passava suas lições de casa para ele fazer até que, este ano, o menino decidiu voltar à escola.O adolescente revela que se animou ao ver seus amigos estudando com a mãe. "Pego no pé dele em casa, mas na escola o deixo à vontade", garante Andréia. Mas ela ainda precisou perturbar a direção da escola, pois não havia vaga. Andréia estava disposta a ceder a sua ao filho, mas outra surgiu.Quando tinha 15 anos e cursava a 6ª série, a diarista parou de estudar porque estava grávida de Leonardo. Andréia, então, casou-se com Paulo José de Souza Santeiro, um empacotador de frutas, e teve outros dois filhos: Ana Luiza, de 12 anos, e Paulo Henrique, de 6 anos.Para 2009 é provável que o marido de Andréia retome os estudos, também no supletivo, mas na 5ª série. "Ele ficou com ciúmes, no começo, mas agora está se preparando para voltar a estudar", afirma Andréia.