Livros anti-rugas

- O Estado de S.Paulo

Virou moda escrever sobre envelhecimento. E, segundo gerontólogos e geriatras, não faltam leitores para essas obras. "A verificação de que, em 2025, o Brasil será o sexto país mais velho do mundo, causa essa receptividade", constata o gerontólogo Paulo Canineu.Para o especialista, as pessoas estão mais preocupadas em serem felizes na terceira idade. Geriatra da Unifesp, Clineu Almada acha que, na média geral, tais livros trazem informações não especializadas.Mesmo assim, é possível aproveitar uma ou outro conceito, especialmente se ele ensina mudanças nos hábitos de vida. "O mais importante é discutir o envelhecimento", diz Almada.