Indústria critica plano da OMS para pobres

- O Estado de S.Paulo

A Federação Internacional das Empresas Farmacêuticas criticou o projeto da Organização Mundial da Saúde (OMS) de facilitar o acesso a medicamentos por países pobres. "O plano vai além do mandato da OMS", disse Eric Noehrenberg, representante do grupo. Para os laboratórios, a falta de remédios para doenças como malária e leishmaniose não é culpa da proteção a patentes.