Indianas alugam barriga para casais estrangeiros

AP, Anand, Índia - O Estado de S.Paulo

Até serviços de gravidez estão sendo terceirizados para a Índia. Na pacata cidade de Anand, mais de 50 mulheres estão grávidas com os filhos de outras pessoas. Elas trabalham como barrigas de aluguel para casais inférteis de outros países, entre eles Estados Unidos e Inglaterra, que são indicados pela clínica do hospital local. Cerca de 40 bebês já nasceram dentro do programa - metade de casais estrangeiros.As mulheres são pagas pelo serviço e ganham mais do que conseguiriam juntar em 15 anos de trabalho. Uma equipe de médicos, cozinheiros e outros funcionários cuidam das grávidas durante toda a gestação. A médica Nayna Patel, responsável pelo programa, diz que o trabalho é positivo para todos os envolvidos. "De um lado tem uma mulher que precisa desesperadamente de um bebê e não pode ter um filho sem a ajuda de uma ?mãe de aluguel?. Do outro, tem uma mulher que desesperadamente precisa ajudar sua própria família", diz. Uma está ajudando a outra a ter uma nova vida."Especialistas dizem que a barriga de aluguel (ou gravidez de substituição) é uma prática cada vez mais comum na Índia. Não há números precisos, mas há mães de aluguel em quase todas as grandes cidades do país. As gestações são induzidas com embriões produzidos in vitro, com esperma e óvulos de casais inférteis. Alguns clientes são indianos que migraram para outros países.A barriga de aluguel é legal na Índia desde 2002, assim como em vários outros países. Críticos dizem que as mulheres estão sendo exploradas e sua saúde, colocada em risco, em um país com altos índices de mortalidade materna.