IBGE tira do ar relógio de projeção da população

Felipe Werneck - O Estado de S.Paulo

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) tirou do ar nesta semana o PopClock, "relógio" que mostrava na internet (www.ibge.gov.br) uma estimativa contínua do crescimento da população brasileira. A decisão foi tomada depois que dados preliminares da contagem feita neste ano revelaram grande discrepância entre o real e o projetado. Em 5 de outubro, o IBGE divulgou os dados preliminares do trabalho, que ficaram abaixo das projeções feitas pelo instituto: 183,88 milhões de habitantes. Havia uma diferença de quase 6 milhões de pessoas em relação ao PopClock, que no mesmo dia apontava uma população de 189,8 milhões de pessoas. O presidente do IBGE, Eduardo Nunes, explicou que o resultado ficou abaixo das projeções porque os cálculos foram feitos com base nos padrões reprodutivos registrados no período 1990/2000. O PopClock, apoiado em dados do Censo 2000, estava superestimado. A ferramenta será reformulada. O número final do novo censo populacional ainda não foi divulgado porque prefeitos de todo o País podem contestar os números. De olho no Fundo de Participação dos Municípios e dos recursos do Sistema Único de Saúde, repartido de acordo com os habitantes apurados pelo IBGE, vários prefeitos exigem a recontagem porque suas cidades apresentaram uma redução em relação às projeções do próprio instituto.