Grávida morre na Argentina

Efe - O Estado de S.Paulo

Uma grávida de 22 anos morreu em uma clínica de Luján, de Buenos Aires, por gripe suína. Os médicos fizeram uma cesariana na jovem, grávida de 37 semanas, e conseguiram salvar o bebê, que se mantinha estável no centro hospitalar onde sua mãe morreu. O número de mortes pela gripe A(H1N1) dobrou para 22 em menos de uma semana na Argentina e o total de doentes confirmados chegou a 1.391, segundo dados divulgados quarta-feira pelo Ministério de Saúde. O mais recente boletim da OMS confirma 1.213 casos, com 7 óbitos.