França vai taxar gases-estufa

- O Estado de S.Paulo

A França anunciou um novo imposto para punir grandes emissores de gases-estufa, sem penalizar famílias e empresas que usam energias limpas. A taxa carbono, a ser aplicada a partir de 2010 sobre derivados de petróleo e carvão, visa a estimular a indústria a investir em tecnologia e os consumidores a desenvolverem hábitos que poluam menos. A decisão do presidente Nicolas Sarkozy alinha o país a uma prática adotada em nações como Suécia e Reino Unido. Com base no preço do CO2 no mercado europeu nos dois últimos anos, o governo estipulou em 17 (R$ 45) a tonelada de carbono emitido. Assim, gasolina, diesel, gás e carvão terão reajustes. Energias limpas, como eletricidade, biocombustíveis, biomassa, eólica e hidráulica serão isentas. Segundo o Ministério da Economia, o custo médio para uma família com dois filhos ( 74 ou R$ 197) será recompensado por meio de descontos no Imposto de Renda ou de depósitos bancários.