Físico Stephen Hawking é internado em estado grave

AP - O Estado de S.Paulo

O físico britânico Stephen Hawking, de 67 anos, foi levado às pressas para o Hospital Addenbrookes, em Cambridge. Segundo a Universidade Cambridge, seu estado é grave. A instituição afirma que o pesquisador enfrenta uma infecção no peito há semanas. Hawking ganhou fama por seus trabalhos sobre buracos negros. Ele permanece ativo, apesar de sofrer de uma doença motora neurológica desde a juventude. Há alguns anos, Hawking permanece quase totalmente paralisado e só se comunica por um dispositivo eletrônico, ativado por seus dedos. O cosmologista se aposentou de sua cátedra na universidade em janeiro, mas seguiu estudando o tempo e o espaço. Hawking era professor lucasiano de matemática, título que já coube a Isaac Newton. Quando se aposentou, continuou como professor lucasiano emérito. A cátedra lucasiana foi fundada em 1663 por Henry Lucas. O rei Charles II estabeleceu a posição oficialmente em 1664. Isaac Newton foi o segundo detentor do posto. Paul Dirac, um dos fundadores da mecânica quântica, exerceu a função de 1932 a 1969. Hawking foi nomeado para a cátedra em 1979.Seu livro de 1988, Uma Breve História do Tempo, é um best-seller internacional. Mais recentemente, foi coautor, com a filha Lucy, do livro infantil George e o Segredo do Universo. O cientista ganhou proeminência ao prever que buracos negros podem evaporar, eliminando energia sob a forma de radiação. Hoje em dia essa radiação, que ainda não foi confirmada experimentalmente, é conhecida como "radiação de Hawking".