Explode coração na maior felicidade

Agencia Estado - O Estado de S.Paulo

Só de pensar que hoje já é carnaval na Bahia, preciso de um Rivotril. Eu sou carnamaníaca, daquelas que começa na Bahia, vai para Recife, embala no Rio e volta para um feijãozinho na dona Madalena, a mãe de Brown, no Candial, Conheço bem. Mesmo! Para você, que vai se jogar, com tudo nos blocos do Rio, nos 25 km do circuito baiano e vai varrer a Sapucaí, fiz um best of. Eu, bem... este ano vou para Tremblant, para não perder o namorado - porque namorado bom, hoje, é jóia rara. Mas que eu queria muito fazer tudo isso, ah, eu queria! Vai você. Fogooooo!Quinta Baile do Bloco Parado: agora que terminou a creche do Candial, Carlinhos Brown comprou, com recursos próprios, o antigo e abandonado Mercado do Ouro para fazer o Museu du Ritmo e projetos sociais. Não está pronto, mas será batizado com o Baile do Bloco Parado, que fica bomba com Zélia Duncan, Arnaldo Antunes, DJ Bero e Vanessa da Matta. [/GALERIA 1] Os Mascarados: após a Caminhada da Paz, Margareth Menezes sai do Farol da Barra com seu bloco cool, que mantém a cultura de fantasias. Aproveitando o ?disfarce?, muita gente boa do cenário pop se joga na pipoca. Como sábado não sairá, a turma GLS migra para o Crocodilo, de Daniela. Shake Style: Só as Cabeças e Problemática são músicas nova da banda baiana Parangolé, de Nenel e Bambam, [GALERIA 1]filho do tropicalista José Capinam. [/GALERIA 1]Criaram o ritmo que mixa samba, pagode, salsa e axé. Ivete e Claudia Leite estão cantando - esta, aliás está no clima da música de Brown, que é seu hit: Insolação no Coração. Casa-se dia 7 no Convento do Carmo. Daniela vs Expresso 2222, igualmente disputados, são os mais bombados camarotes do Barra-Ondina. O Expresso, de Flora Gil, é da turma pop e da política. O de Daniela, do high e da gataria, comandado por Lícia-Delícia-Fábio. Nos breaks, Daniela passa o microfone para Duda Velloso, sobrinho de Caetano.SextaCamarote Brahma em São Paulo tenta que tenta, mas... Os promoters Helinho Calfat e Alicinha Cavalcanti convidam. Sábado Quincy Jones chega à Bahia para almoço chez Gil com Naomi Campbell e a nata do axé. Falará sobre seu filme sobre o Brasil. Monobloco na Fundição para ensaiar sambas e não fazer feio na festa que pára o trânsito, literalmente, domingo, 25. Motumbá no Expresso: Alexandre Guedes, amigo de infância de Brown, montou com o empresário Carlos Pedreira o novo tesão baiano: a banda Motumbá. O jogo cênico é forte, coordenado pelo diretor Rodrigo Pitta. Serão 50 bailarinos e Preta Gil vestida de Oxum, que lerá cinco vezes na passarela a história de amor do orixá com Ogum. É afro-enredo, ao som de letras de Caetano e figurino de Gesé Ribeiro. Mais 60 ritmistas da Mangueira. Galo da Madrugada: é tudo no Recife, onde negócio é frevo, que faz cem anos. O Galo faz 30. Vai toda a politicada a convite do governador Eduardo Campos: Jacques Wagner e sua mulher Fátima - que têm rock na veia - Aceminho, Sergio Cabral e Cassio Cunha Lima mais Aécio Neves. Três carros alegóricos, 30 trios, e 11 blocos de pau e corda puxados por Gustavo Travassos - filho de Enéias Freire, fundador do bloco - ao som de orquestras de frevo, maracatu, reggae e manguebeat. Sai às 9h30, do Forte das Cinco Pontas. Manguebeat: Recife tem frevo e RecBeat. No Pólo do Marco Zero, além dos blocos, haverá o projeto La Ursa Elétrica, com encontros históricos como o de Lenine, Arnaldo Antunes e D2 - que se renderá à playboyzada e tocará no camarote de Duquinho Magalhães, neto de ACM, na Bahia. O fest, que homenageia os 10 anos de morte de Chico Science, tem Bonde do Rolê e Tom Zé. Free. No Cais da Alfândega.Chill In: Uma das melhores coisas da Bahia: da frente da casa de mãe Hilda, na ladeira do Curuzu, rola esquenta para saída do Ilê. Caetano é assíduo e a cerimônia, linda: 21 ministros da ialorixá tocam trombetas, soltam pombas e jogam pipocas para abençoar o bloco. Baile de Gala do Copa: tradicionalíssimo, homenageia Carmem de Bizet. Zeka Marques prepara cenário e figurinos arrebatadores. A novidade deste ano é um núcleo modernete cool que está sendo convidado para dar um up na balada. Vai Vai: com o tema O 4º Reino, o Reino do Absurdo[GALERIA 1], a escola terá como destaque Ivi Mesquita, fantasiada de vírus de internet, criação do absurdo estilista Valério Araújo - que também faz acessórios para Ivete Sangalo, produzida por Patrícia Zuffa e sairá de pin-up na Bahia. ?Emagreci 6 quilos, tô gostosa?, diz. Empolga às 9: a primeira saída do bloco é às 18 h, da Casa da Matriz. Desde 2003 eles mantêm o clima ?entre amigos?. Tudo começou com uma turma no Posto 9 tocando Lenine, Jovelina Pérola Negra, Rita Lee e etc., e a galera em volta, superempolgada.Domingo Churras: Quincy voa para o Rio para churrasco chez Milton Nascimento - coisa rara. Haverá roda musical com Simone, Chico, Ana Carolina, Djavan, Newton Lins, Ed Motta e Jorge Ben. Depois, o maestro tentará convencer Oskar Metsavath, a ceder o nome Brazilian Soul, de sua fundação, para título de seu documentário. Vai rolar. Expresso 2222: vai tremer! Gil sairá com Zeca Pagodinho, Alcione, Arlindo Cruz e 50 batuqueiros da Grande Rio. Ó Paí, Ó: Imperdível ver Caetano Veloso, que já foi rei do Campo Grande, voltar às ruas de Salvador com trio com banda formada com Jauperi e David Moraes. O trio leva o nome do longa de Monique Gardenberg e Michele Matalon, que gravarão cenas com Dira Paes, Wagner Moura e Lázaro Ramos na pipoca. Cogita-se canja de Zezé di Camargo. Sapucaí Nova Schin: para ver escolas passarem pela Sapucaí é o lugar mais incrível por ser aberto, colado aos alambrados. Rogério Fasano fará quitutes. São só 500 convidados. Fê Barbosa costuma dizer que tem um número ínfimo de convites, mas é atrás dela que se deve ir porque que ela tem, tem. Olinda: o boneco Homem da Meia-Noite, à 0 h do sábado de Zé Pereira, dá início ao carnaval de Olinda. Legal é ficar no ?passódromo?, entre a Avenida Sigismundo Gonçalves e a Praça do Carmo, onde se apresentam 36 orquestras. Mangueira: a Estação Primeira faz contribuição erudita à Sapucaí. Os Imortais da ABL Marcos Villaça, Antonio Carlos Secchin, Antonio Olinto, Ivan Junqueira e Domício Proença Filho, desfilam no carro 8, já que o enredo deste ano é [/GALERIA 1][22 DE AGOSTO]Minha Pátria É Minha Língua?.[/22 DE AGOSTO] Preta Gil sairá abençoada. Pediu permissão ao morro para sair como rainha da bateria. Virou deusa!SegundaChiclete com Banana: o artista Gustavo Moreno - filho de Tatí, autor dos orixás do Dique do Tororó - faz duas intervenções no Camaleão a pedido da Skol: um camaleão gigante e chapéus-pipoca. Praia de Amaralina: no Forte de Amaralina, Astrid Fontenele e Edsá Sampaio farão lounge ao ar livre, com praia privé para tomar sol e relaxar. Brown: fará o pipocão democrático para puxar 30 mil pessoas. A artista Raizinana fez 3 mil chapéus-pipoca para distribuir. A flor da pipoca é símbolo do orixá obaluaiê, da cura. É uma metáfora para cura da violência, do preconceito e uma crítica a institucionalização da folia. Beija-flor: atenção na ala das zebras da Beija-Flor. Um bando de modernos - vinte ao todo - comandado por Dudu Bertholini, Rita Comparato e Fábio Gurjão estarão lá. E entre no You-Tube para ver o deliciosamente nonsense clipe feito pelos abravanas. A música é a versão não oficial de The Book is on the Table.Malditos: bloco indie carioca de Rodrigo Lariú, sai da Casa da Matriz às 20 h, dá rolê em Botafogo e volta para a Matriz, para a Festa Maldita de carnaval. Divertido é que os ?sambas? são clássicos rock com letras em português. Just Like Honey, do Jesus and Mary Chain vira Que Nem Mel e Here Comes Your Man, do Pixies é Lá Vem teu Macho. Charanga 3D: o bloco bem louco de Berna e Kassin sai segunda e terça, vai da República do Líbano ao Othon e volta. ?Ou não, dependendo da pilha, a gente fica por lá mesmo?, conta Berna. Nada de letras ensaiadas, crianças fantasiadas de pierrô. O som da Charanga é de improviso: ?Desenvolvemos o groove enquanto andamos.? Não há energia elétrica: uma bateria de moto é acoplada a um amplificador de carro, que é ligado a uma corneta de onde saem as pirações da turma.Novo Trio: Daniela Mercury inaugura o Triatro, carro cenográfico, com painéis de leds e passarela de acrílico, como pista sobre a banda. O Luís Tourinho fez. Sairá com os bois de Parintins e[/GALERIA 1] Fernanda Abreu. Feijão-maravilha: após o encontro de trios para o Arrastão, que varre bêbados e animados na quarta-de- cinzas, o vip acontece no Candial Guetto Square. Dona Madalena, mãe de Brown, e Dona Luzinete, de Alexandre Guedes fazem uma feijoada para os músicos. Mas sabe como é... ao longo do carnaval todo mundo faz amizade e o amigo do amigo acaba tendo sorte de entrar.Sabe que...A polonesa Daria Werbory volta ao Rio para uma batucada com a molecada da ONG Galpão Aplauso, que conheceu na semana de moda. Por iniciativa própria e com o namorado fotógrafo a tiracolo para clicar a trip, a modelo da Lancôme será ciceroneada pelo artista plástico Vik Muniz, que vem de NY especialmente para mostrar-lhe o trabalho que ensina aos jovens. Na Bahia, passe na Dadá para um up com caldo sururu e já engate na sacanagem, sua especial caipirinha de mil frutas. Floripa está supergay. A The Week se muda para lá. E no circuito off-gay, Marcos Campos, Roger Rodrigues, Rico Mansur e Mario Garnero abrem festa do Praia Cafe de La Musique com o americano Sandy Rivera, do Defected in the House e Paulinho Boghosian. O começo da ressaca na Lapa carioca é com o Moinho Da Bahia, no Odisséia. O grupo de Lanlan e Emanuelle Araújo está para lançar o primeiro disco e tocarão sambas inéditos e de compositores baianos da Velha e Nova Guarda. É samba plugado, com guitarra, percussão vibrante e doce voz de Emanuelle.5min Com Fatboy SlimViajando por 11 cidades do Brasa num jet privé, Norman Cook arrastará hordas no Barra-Ondina terça no Trio Skol D+. Cantará com Daniela Just Another Brazilian Groove1. Seria um ano sabático, mas ao Brasil você não resiste. E seu filho brasileiro: a música com Daniela? Ela fez a letra da Bahia. Eu a melodia, de Brigthon. Só não pergunte do que se trata, não entendo a letra. Só sei que é um house-samba sexy. 2.Vem mais música por aí? Quero compor com meu motorista brasileiro, Magaiver. Batizei meu novo disco de Fala aí porque ele diz isso toda hora.3. Depois dos ingleses, franceses e belgas tomaram força na cena. De que país virão os novos hypes? Noruega, Islândia e Suécia.4. E sobre a velha história que super DJs estão em baixa? Enquanto houver jovens haverá música e Djs.