Eventos do ano são chave para prova

Simone Iwasso - O Estado de S.Paulo

Num ano de muitas datas redondas, como 200 anos da chegada da [br]Família Real, aluno deve conhecer conceitos

Centenário do nascimento de Guimarães Rosa, da morte de Machado de Assis e da imigração japonesa para o Brasil; comemoração dos 40 anos de Maio de 68; aniversário de 20 anos da Constituição Brasileira de 1988.Este ano foi cheio de datas comemorativas, bastante discutidas pela sociedade e pela imprensa, e que podem ser fortes candidatas a encabeçar questões em vestibulares. Sem contar a crise da economia mundial, os conflitos no Tibete, as eleições americanas, o desmatamento...No entanto, ao contrário do que muitos candidatos pensam, não são os detalhes que as provas exigem. "São questões conceituais. Os especialistas usam notícias de jornais, fatos do cotidiano, da atualidade para saber se o aluno conhece os conceitos", explica o professor Reinaldo Scalzaretto, supervisor de Geografia do Anglo. Portanto, não adianta fazer resumos e decorar datas, é preciso entender o contexto onde cada fato aconteceu. "O conflito entre índios e agricultores em Roraima, tão discutido esse ano, pode ser oportunidade para perguntar sobre a geografia da região, o que está acontecendo lá", diz a professora do Objetivo Vera Lúcia da Costa Antunes. "E é só um exemplo, foi um ano riquíssimo de acontecimentos." Outra dica é prestar atenção aos fatos ocorridos até setembro, mês no qual as provas são finalizadas. O importante é sempre ler as notícias dos jornais e relacionar cada fato com os conteúdos aprendidos em sala de aula.