''Estado'' faz debate com Haddad e Paulo Renato

- O Estado de S.Paulo

A formação de professores no Brasil, um dos principais problemas da educação pública, será o tema do debate que o Grupo Estado promove na próxima segunda-feira, em São Paulo, entre o ministro Fernando Haddad e o secretário estadual Paulo Renato Souza. Vídeos e notícias sobre educaçãoO evento será realizado no auditório do grupo, a partir das 10h30, e depois poderá ser visto também pela internet (www.estadao.com.br). Os interessados em assistir o debate no local devem fazer inscrição pelo e-mail (debate@estadao.com.br). Será possível encaminhar perguntas (vidae@grupoestado.com.br) para serem respondidas pelos convidados.Na semana passada, o governo federal divulgou um pacote com medidas para tentar melhorar a qualidade da formação dos professores. Entre as ações anunciadas estão desde a oferta de cursos superiores gratuitos para docentes sem formação adequada até o repasse de recursos por meio do Fundo de Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb) como forma de complementar o piso salarial nacional.GARGALOO último censo do professor mostrou que 17,5% dos docentes atuam sem formação adequada, a maior parte no ensino fundamental (turmas de 1ª a 8ª séries). O Brasil tem atualmente cerca de 1,872 milhão de professores no ensino básico (que vai do infantil ao médio). "É ruim a formação, mesmo daqueles professores que têm curso superior", disse o ministro no lançamento do projeto.Em São Paulo, a Secretaria da Educação anunciou a criação de um curso de quatro meses e uma prova para todos os ingressantes no magistério da rede estadual a partir do próximo concurso público. A previsão é de que 60 mil vagas sejam abertas no próximo semestre. Desse total, 10 mil estão disponíveis e o restante depende de aprovação de projeto de lei encaminhado à Assembleia.Para fornecer esses cursos, será criada a Escola de Formação de Professores de São Paulo. Haverá convênios com universidades públicas para ministrar os cursos. Parte das aulas será a distância.