Espera por cirurgia bariátrica é de até 5 anos

- O Estado de S.Paulo

Mesmo com o aumento de cirurgias bariátricas nos últimos anos no País, a fila de espera para fazer a operação pelo Sistema Único de Saúde (SUS) continua grande. No Hospital das Clínicas (HC), em São Paulo, por exemplo, essa espera chega a ser de até cinco anos.Para o Presidente da Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica (SBCBM), Luiz Vicente Berti, uma solução seria aumentar o número de equipes médicas cadastradas pelo Ministério da Saúde para fazer a operação. O professor de Cirurgia do HC Nilton Kawahara concorda. "Existem pacientes que não conseguem esperar todo esse tempo e, com certeza, muitos morrem na fila", afirma.De acordo com o professor, a expectativa de vida de um paciente com a indicação para fazer a cirurgia é até 15 anos menor do que a do resto da população. "Durante esses cinco anos em que fica na fila, esse paciente não deixa de engordar e as doenças continuam a se somar", explica.O publicitário Eduardo Ciampolini Bourrol, de 26 anos, não esperou que os problemas aumentassem ainda mais. Com apenas 23 anos, pesava 170 quilos, tinha diabete e depressão.Três anos após a cirurgia e 90 quilos mais leve, conseguiu melhorar a saúde. A auto-estima, no entanto, ainda requer a ajuda de um psicólogo. "Olho no espelho e ainda me vejo gordo", conta.