Espaços culturais celebram 10 anos da Lei Maria da Penha com debates sobre violência contra a mulher

- O Estado de S.Paulo

Atividades acontecem nas Fábricas de Cultura, bibliotecas estaduais e no Museu do Futebol

Fábrica de Cultura do Parque Belém tem programação

Fábrica de Cultura do Parque Belém tem programação Foto: Divulgação/Governo de São Paulo

Em celebração pelos 10 anos da Lei Maria da Penha, as Fábricas de Cultura de São Paulo, bibliotecas estaduais e também o Museu do Futebol realizam atividades para discutir a violência contra a mulher a partir deste sábado, 6. A programação para jovens e adultos inclui rodas de discussão, contação de histórias, jogos e luaus.

A primeira atividade, às 11h, é na Fábrica de Cultura da Vila Curuçá, que vai promover uma leitura pública de contos do jornalista potiguar Câmara Cascudo para reflexão dos estereótipos femininos na Literatura. A homenagem do Museu do Futebol acontece no domingo, 7, e estará relacionada aos esportes. Será realizada a atividade educativa Mulheres de expressão, que irá apresentar ao público mulheres que mudaram o mundo no século 20. Em seguida, jogo educativo Mulheres de Ouro, que abordará atletas femininas brasileiras de várias modalidades.

Já na terça-feira, 9, as unidades das Fábricas de Cultura do Itaim Paulista e Parque Belém realizam contações de histórias das obras O amor de Maria, a bonita, de Luciana Savaget; A árvore que canta, o pássaro que fala e a fonte que rejuvenesce, da escritora Maté, e Histórias dos Dervixes, de Idries Shah. No mesmo dia, na unidade da Cidade Tiradentes, haverá uma exposição sobre histórias de diversas mulheres que sofreram violência doméstica. No quarta, 10, em  Sapopemba, a discussão será sobre o clássico livro A Cor Púrpura, da americana Alice Walker.

Detalhe da fachada da biblioteca, que fica no Parque da Juventude, onde por muitos anos funcionou a Casa de Detenção, na zona norte de São Paulo. Foto: Hélvio Romero / Estadão

Detalhe da fachada da biblioteca, que fica no Parque da Juventude, onde por muitos anos funcionou a Casa de Detenção, na zona norte de São Paulo. Foto: Hélvio Romero / Estadão Foto:

A programação continua no dia 11 de agosto, na Biblioteca de São Paulo, no Parque da Juventude, com o luau Marias: da Penha ao Morumbi e outros cantos do Brasil - Debate sobre violência contra a mulher, com música, literatura e poesia. No dia 25, a Biblioteca Parque Villa-Lobos recebe o luau Cê vai se arrepender de levantar a mão pra mim - Em comemoração ao Dia Estadual da Lei Maria da Penha".

Serviço

> Fábrica de Cultura Vila Curuçá

Leitura Pública: Contos de Câmara Cascudo   

Rua Pedra Dourada, 65

Sábado, 6, a partir das 11h

> Fábrica de Cultura de Itaim Paulista

Contação de História - Dia da Sanção da lei Maria da Penha

Rua Estudantes da China, nº 500

9 de Agosto, a partir das 11h

> Fábrica de Cultura Parque Belém

Contação de História - Protagonismo feminino nos contos orientais

Av. Celso Garcia, nº 2.231 (Complexo do Parque Belém)

9 de Agosto, a partir das 11h

> Fábrica de Cultura Cidade Tiradentes

Exposição Mediada - Sanção da Lei Maria da Penha

Rua Henriqueta Noguez Brieba, 281

9 de Agosto, das 11h e 16h

> Fábrica de Cultura Sapopemba

A Cor Púrpura – Sanção Da Lei Maria da Penha

Rua Augustin Luberti, 300

10 de Agosto, a partir das 15h

> Biblioteca de São Paulo – Parque da Juventude

Luau BSP

Avenida Cruzeiro do Sul, 2.630

11 de Agosto, das 12h30 às 13h30

> Biblioteca Parque Villa-Lobos (BVL)

Luau BVL

Avenida Queiróz Filho, 1.205, Alto de Pinheiros

25 de Agosto, das 16h às 17h

> Museu do Futebol

Atividade Educativa – Mulheres de Expressão e Jogo Educativo – Mulheres de Ouro

Praça Charles Miller, s/nº - Estádio Paulo Machado de Carvalho - Pacaembu

07 de Agosto, a partir das 11h