Epidemia modificou hábitos

Tatiana Fávaro - O Estado de S.Paulo

Para combater a gripe suína, 67% dos paulistas modificaram alguns hábitos - a grande maioria (84%) passou a lavar as mãos com mais frequência. A medida é uma das mais eficazes para evitar a transmissão do vírus H1N1.

Ontem, a Secretaria de Saúde de Campinas informou que descartou o suposto surto de gripe A em uma creche pública da cidade que estava fechada desde o dia 3 por causa da suspeita. A possibilidade foi levantada depois que 20 pessoas - 16 crianças e 4 adultos - tiveram sintomas de síndrome gripal. Exames feitos pelo Instituto Adolfo Lutz descartaram a contaminação.