Em SP, um exemplo negativo

- O Estado de S.Paulo

A cidade de Mirassol (SP) demonstra a urgência de se adotar medidas para capacitar gestores e profissionais de saúde locais. O município de 56 mil moradores está entre as 10 cidades paulistas com maior número de casos de dengue. A incidência é de 2.508 casos por 100 mil habitantes. "Dengue é igual em todo canto, não tem município melhor ou pior", justifica o diretor de saúde de Mirassol, Antonio Carlos Bittar. Ele atribui o grande número de casos da doença na cidade à falta de informação e pretende combater uma nova epidemia ampliando o número de agentes. Para evitar novas mortes por dengue hemorrágica, vai recomendar o envio dos pacientes mais graves ao hospital da cidade mais próxima, cujo trajeto é feito em 10 minutos.É uma estratégia considerada incorreta pelo ministério. "Isso não basta", afirma Fabiano Pimenta. "A terapia é ambulatorial. Se tudo for feito de forma adequada, a hospitalização é evitada."