Em SP, dengue atinge 52 em janeiro

Fernanda Aranda e Clarissa Thomé - O Estado de S.Paulo

Anvisa aprova primeiro remédio que combate os sintomas da doença

O mosquito da dengue fez 52 vítimas no Estado este ano. Ontem, a Secretaria Municipal de Saúde confirmou que três moradores de Itaquera, zona leste da capital, foram infectados em janeiro. A pasta estadual informou que no interior e litoral são outros 49 registros no mesmo mês.Ainda não estão computados casos de fevereiro, entre eles o de um jovem de 23 anos contaminado no distrito Jardim Europa, na capital. Apesar do diagnóstico ter sido fornecido por laboratório particular, a Secretaria informou que são feitas investigações epidemiológicas, para que os registros entrem nas estatísticas oficiais. Veja os casos registrados em 2008, no País e por Estado, mês a mêsApesar de os casos de 2009 apresentarem tendência de queda com relação ao mesmo período do ano passado, quando no total estavam confirmados 501 contaminações, especialistas alertam que o feriado de Carnaval pode aumentar risco de infestação do Aedes aegypti. Os fatores para deixar os agentes de saúde em sobressalto é a mistura entre chuvas típicas do calor, casa vazia e descuido com os criadouros por causa da festa. Segundo o secretário de Estado da saúde, Luiz Roberto Barradas Barata, a "movimentação de pessoas pode trazer o vírus da dengue e desencadear os surtos da doença".RIO Um remédio que tem entre seus componentes o veneno da cascavel (que, diluído, combate hemorragias) é o primeiro aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para combater os sintomas da dengue. O Proden, do Laboratório Homeopático Almeida Prado, chegou às farmácias no início do mês, ao custo máximo de R$ 30 (há variação por conta do ICMS de cada Estado). O remédio, em caixas com 30 comprimidos, atenua a intensidade e a duração dos sintomas e previne o quadro hemorrágico. Doentes devem tomar três comprimidos por dia, por dez dias.NÚMEROS49 dos 52 casosde dengue no Estado em janeiro ocorreram no interior e no litoralR$ 30 é o valormáximo da caixa com 30 comprimidos do Proden