Em Sorocaba, violino e canto na aula extra

JOSÉ MARIA TOMAZELA - O Estado de S.Paulo

Depois das aulas, Luan Leite Braga de Oliveira, de 11 anos, ficava perambulando pelas ruas de seu bairro, na periferia de Sorocaba. Em fevereiro do ano passado, a Escola Municipal Oswaldo Duarte, onde ele estuda, foi incluída no programa Oficina do Saber, da Secretaria Municipal da Educação.No tempo extra na escola, aprendeu a tocar violino, fez aulas de canto e participa do coral e da orquestra da escola. "Minha mãe está orgulhosa de mim", conta.Como Luan, 3.280 estudantes de 16 escolas da rede municipal de ensino fundamental participam do programa. Para isso, passaram a ter um 2.º turno, atendendo em período integral, das 7 às 17h30. O programa teve início em 2008 em 11 escolas e foi ampliado neste ano. O objetivo é atender 10 mil alunos da 2.ª à 5.ª série.