Einstein pode assumir Incor-DF a partir de abril

Emilio Sant?Anna - O Estado de S.Paulo

Governo paulista fez a proposta ontem para a direção do hospital

O secretário de Estado da Saúde, Luiz Roberto Barradas Barata, se reúne hoje com o governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda, em Brasília. Na pauta, uma proposta concreta para a transição da administração do Incor-DF. O novo gestor, a partir de abril, deve ser o Hospital Albert Einstein. Barradas fez a proposta ontem ao diretor do hospital paulista, Claudio Luiz Lottenberg. "Os dirigentes do Einstein avaliaram a proposta como positiva. Há interesse do hospital em instalar um serviço em Brasília, que possa atender os pacientes de lá", diz o secretário. A proposta do governo paulista prevê também a cooperação técnica entre os hospitais e a transferência de tecnologia. Uma reunião entre a direção do Einstein e o governador do DF deve acontecer em breve.No dia 31 de março, a Fundação Zerbini vai se retirar definitivamente da direção do Incor-DF. Inicialmente, isso aconteceria no final deste ano, mas o prazo foi prorrogado para evitar que o hospital fechasse. "A pedido do governador José Serra, estamos também tentando auxiliar nessa transição, e, por isso, tivemos uma conversa com a direção do Einstein, que se mostrou interessada", diz. Uma das condições impostas pelo governo de São Paulo para assumir parte da dívida de R$ 245 milhões da Zerbini, no início do ano, foi que ela se afastasse da direção da unidade de Brasília. Até agora, no entanto, o governo federal não encontrou um novo gestor.Pelo menos por enquanto, o Einstein trata a questão com mais cautela. De acordo com sua assessoria de Imprensa, a proposta ainda precisa ser formalizada para ser votada por seu conselho administrativo.O Incor-DF recebe pacientes de Brasília e Estados vizinhos. Na região, é o único hospital credenciado para realizar transplantes de coração e fígado.